Descubra se a franquia que você quer abrir é uma ‘furada’ ou realmente vale a pena

Abrir uma franquia se tornou a opção de muitos novos empreendedores atualmente. Além de não precisar de experiência com os negócios, a franquia dá mais segurança por se tratar de um negócio já estabelecido. Entretanto, nem todos podem investir em uma franquia de marcas grandes e conhecidas, e acabam apostando em franqueadoras menores e novas. Para saber se o negócio vale realmente a pena, o CEO da Guia-se Negócios pela Internet, José Rubens Oliva Rodrigues, dá dicas para ajudar a identificar se você escolheu a franquia certa.

História no mercado

Se você já decidiu o segmento que quer investir, talvez seja a hora de pesquisar quais são as marcas mais relevantes neste ramo. Será mais fácil escolher uma boa franquia se você selecionar marcas que já tenham experiência de mercado. O ideal é que a franqueadora tenha no mínimo dois anos de experiência. Dessa forma, você poderá entrar em contato com franqueados que estão há mais tempo no negócio. Eles poderão passar uma visão mais completa. Outra informação muito importante é saber quantos franquias da marca abriram e acabaram fechando.

Dica

“Uma boa dica é pedir para a própria franquia o contato de ex-franqueados. Você pode ligar e perguntar os motivos do fechamento. Nesse contato, talvez você descubra que a rede não teve culpa nenhuma e que foi o franqueado que não se adaptou ao negócio. Já se a franqueadora se recusar a passar algum contato e o número de franquias fechadas for quase o mesmo de franquias abertas, desconfie”, alerta. Uma outra forma de conhecer melhor a marca é fazer buscas na internet. Veja como os clientes se comportam em relação à marca. Vá as mídias sociais para ler as avaliações e em sites como Reclame Aqui. Se a marca não tiver nenhuma presença digital, talvez não seja tão confiável assim.

Circular de Oferta de Franquia (COF)

Se você já escolheu uma franquia, você precisa ter em mãos a Circular de Oferta de Franquia (COF). Este é o documento que o franqueador deve apresentar ao candidato a franqueado antes do contrato. Nesta circular, você encontrará todas as informações sobre o negócio. Pode parecer chato e cansativo, mas se você vai empreender, é melhor saber tudo sobre aquele negócio. Por isso, leia toda a circular e se tiver dúvidas consulte a franqueadora para pedir explicações. Não tenha vergonha, afinal, é o seu dinheiro que está sendo investido ali.

Dica do José Rubens

“Dê uma atenção especial ao conceito da marca e a todas as taxas cobradas. Franquias ‘livres de taxas’ não são as mais seguras e você deve estar atento. Outras franquias que merecem sua desconfiança são aquelas que alegam ter um ‘modelo flexível’ para a cobrança das taxas. Se você não quer ter surpresas no futuro, escolha as franquias que tem a Circular de Oferta mais simples, clara e com mais informações possíveis sobre o negócio”, orienta.

Afinidade com o segmento

Nem todo novo empreendedor tem experiência na área que escolhe para investir. Isso é normal, afinal, muita gente acaba escolhendo o segmento da franquia por acreditar que aquele é um mercado forte e com muitas oportunidades. Não há problema nenhum nisso. Entretanto, ter uma forte identificação com o negócio é essencial para o sucesso. “Até mesmo as marcas mais renomadas nas mãos de um empreendedor que não se identifica com o negócio pode ser um fracasso. Da mesma forma que uma franquia que parece não ser tão rentável pode surpreender nas mãos de uma pessoa que adora o que faz”, explica. Por exemplo, não é porque você adora chopp que pode abrir a franquia de um bar. É preciso avaliar se você gosta de lidar com funcionários, fornecedores, clientes e se está disposto a trabalhar nos finais de semana e à noite.

Você quer mesmo empreender

“Se você ainda não sabe o que gosta e o que não gosta, não escolha sua franquia ainda. Faça uma auto análise e veja se você realmente quer investir no próprio negócio ou só resolveu empreender porque está na moda, porque seus amigos estão empreendendo ou porque você não encontra vagas de emprego. Abrir um negócio é algo muito trabalhoso, mas vale a pena se é o que você realmente quer”, orienta.

Se mesmo assim você ainda tem dúvidas sobre qual franquia escolher, uma boa ideia é ler o livro do CEO “Checklist Minha Franquia“. “Nele, eu cito mais de 260 itens que você deve verificar antes de escolher uma franquia. É como se fosse um diário de bordo para o candidato a franqueado”, conta.