Um dos principais fatores que levam um empreendedor a abrir um negócio através do sistema de franchising é a possibilidade de contar com a assistência do franqueador em várias frentes de trabalho

A capacitação de colaboradores de uma empresa é de suma importância, especialmente quando se trata de redes de franquia. Entretanto, os treinamentos devem ser bem planejados e direcionados, para assim alcançar os melhores resultados.

A capacitação do franqueado e seus colaboradores (que atuam no ponto de venda) é um desafio, principalmente sob aspectos como rotatividade de mão de obra, falta de habilidade do franqueado em realizar a capacitação e a falta de uma cultura de educação continuada para o trabalho, com a percepção da necessidade do aperfeiçoamento contínuo como oportunidade de crescimento.

Diversos setores da economia brasileira têm sido impulsionados pelo crescimento de redes franqueadoras e suas unidades, e isso gera a busca por profissionais que se deparam com o desafio de se ajustar aos padrões e uniformidade da cultura empresarial. A promoção de treinamento presencial para as unidades em início de expansão não apenas é viável, como também imprescindível.

A educação corporativa utilizada em capacitação de redes é um segmento que oferece oportunidades de crescimento no país. A ferramenta possibilita alternativa de trabalho a franqueadores e franqueados, e seus benefícios abrangem, além de conhecimentos e formação de profissionais, ações que irão motivar e reter esses profissionais.

Uma das questões levantadas é sobre a determinação de período e local dos treinamentos. Apesar de a capacitação poder ser realizada em qualquer horário, o ideal é que o colaborador participe de treinamentos em seu horário de atuação – isso irá valorizar o profissional, e permitirá o acompanhamento do trabalho realizado.

A capacitação de colaboradores está diretamente atrelada aos resultados, pois uma equipe capacitada é capaz de sustentar os objetivos da marca em todas as frentes, o que gera satisfação e fidelidade dos clientes. No entanto, como fazer isso de forma assertiva, de forma a cumprir os objetivos e promover o alinhamento entre valores e missão da empresa e suas equipes? Entre as ações, podemos considerar:

– Transmitir os conceitos e os benefícios, fazendo com que as pessoas entendam o porquê de trabalhar de determinada maneira, e o que irão ganhar com isso. Trata-se do método de vivência da aprendizagem.

– Planejar detalhadamente o treinamento e contar com um facilitador muito bem preparado, com profundo conhecimento do que acontece na rotina de quem está sendo capacitado.

– Trabalhar com dinâmicas de grupo: criar situações reais nas atividades propostas no treinamento facilita o aprendizado pela técnica da associação.

– Utilizar o próprio método de trabalho da empresa nas tarefas propostas. Assim, podem-se eliminar dúvidas e melhorar a aplicação prática.

– Quantificar a capacitação: todo treinamento demanda investimento e, consequentemente há expectativas quanto ao retorno da iniciativa. Mensurar os resultados, mesmo que de modo subjetivo, irá revelar se o projeto atingiu os objetivos ou não.

– O feedback sobre os resultados da capacitação deve ser contínuo, com reconhecimento e valorização dos benefícios, o que irá garantir recursos futuros para novas temporadas.