empreendedorismo-jose-rubens

José Rubens Oliva Rodrigues participou do programa PME Franquias e falou sobre empreendedorismo e franchising

O CEO da Guia-se Negócios pela Internet e diretor de Microfranquia da Associação Brasileira de Franchising (ABF), José Rubens Oliva Rodrigues, participou  do programa PME Franquias na Rádio Estadão. A entrevista sobre empreendedorismo foi ao ar no último dia 10 de setembro. Rodrigues fala sobre sobre os benefícios e desafios de empreender com o modelo de negócios das microfranquias. Ele também destaca o cenário atual do segmento de franquias no Brasil. A entrevista foi dividida em dois blocos e conduzida pelo apresentador Daniel Fernandes e pelo empreendedor e especialista em franchising Denis Santini.

Durante a entrevista, o CEO contou aos entrevistados um pouco sobre como ele começou a carreira como empreendedor. Também falou sobre como se tornou um franqueador. “Comecei muito cedo. Já mexi com cavalo, chinelo magnético e participei de marketing de rede. Até que, em 1997, fui convidado por uma dupla de ‘loucos’ que queriam empreender com internet. Eu não sabia muito bem o que era isso. Mas falei: ah, quero me envolver com isso”, lembra. Em seguida, Rodrigues falou sobre o histórico da Guia-se e como ela passou de um guia virtual para a rede de franquias como é hoje.

Desafios das microfranquias

Questionado sobre os problemas que o segmento de microfranquias enfrenta no Brasil, o diretor do setor na ABF afirma que a diferença entre franquias e microfranquias é o capital de investimento. Mas, apesar das barreiras de entrada e saída serem menores, os franqueadores inexperientes e a concorrência com o emprego tradicional acabam potencializando alguns problemas. Rodrigues aproveitou para enfatizar a segurança de empreender com uma microfranquia. “Quem vai empreender com uma microfranquia tem segurança porque a lei é a mesma que a das franquias”, esclarece. O especialista em empreendedorismo ainda falou sobre a expectativa de quem investe em uma microfranquia. ” É importante alinhar as expectativas de franqueadora e franqueados”, completa.

No segundo bloco da entrevista, o CEO falou sobre um fator que pode auxiliar franqueados e franqueadoras a minimizar problemas: a educação. Porém, Rodrigues ainda acha que o número de participantes em cursos, workshop e outro eventos é baixo. “Vejo uma participação um pouco a desejar, principalmente, do segmento de microfranquias.”

Sobre como a atual situação econômica que o país enfrenta afetou as franquias e a rede Guia-se, Rodrigues ressaltou a expansão. “Precisou ser um pouco menor este ano”, declara. Ele também frisou que, embora precisem trabalhar mais para vender os serviços, alguns franqueados conseguiram crescer mesmo com a crise. “Vejo a rede entrando em 2017 de uma maneira muito melhor do que a gente entrou em 2016”, finaliza.

Confira o primeiro bloco da entrevista aqui e o segundo bloco do bate-papo com o CEO neste link.