Saiba como elevar o patamar de vendas do seu negócio com  estratégias bem planejadas na internet

Ser referência no universo do empreendedorismo não é tarefa mais fácil, é de se reconhecer. Diante de um mercado cada vez mais concorrido, é preciso ser autoridade no segmento em que atua. Assim sendo e em busca desse sonho de todo empreendedor, alcançar números expressivos de vendas é cada vez mais essencial para o sucesso de seu negócio na internet.

Precisa-se vender! Mas jamais de qualquer jeito. Por isso é necessário planejar ações de vendas, para que seu negócio traga aquele tão sonhado retorno financeiro. Sua empresa, independente do ramo de atuação, não pode ficar fora deste mercado tão aquecido que é a internet.

Se a dúvida é como fazer isso, então continue lendo este artigo e fique por dentro dos 4 pontos que trago abaixo para alavancar ainda mais suas vendas:

1 – Quem são meus clientes no empreendedorismo (personas)

Assim como em uma festa, quando você precisa escolher seus convidados, no mundo do empreendedorismo é fundamental identificar o perfil do seu comprador. Não dá para vender Ferrari para quem gosta de Fusca e vice-versa. São públicos totalmente diferentes. Por isso é tão essencial identificar que é a sua persona. Para deixar esta tarefa um pouco mais fácil, faças as seguintes perguntas:

Qual é o perfil do meu cliente ideal?
Qual é o ciclo de compra do meu produto?
Qual é o potencial de compra do meu cliente? Ele gera novas vendas?
Como ele atua nas redes sociais?
Qual é o nível de conhecimento e como se comporta na internet?

2 – Em qual ambiente irá receber seus clientes

Você já definiu o perfil do seu consumidor. Mas agora é preciso criar um ambiente para que o cliente tenha boas experiências ao realizar suas compras. Onde seus produtos e serviços estarão disponíveis ao seu consumidor na internet? Pode ser em uma lading page, em um loja virtual ou então em um site de vendas coletivas.

Nessa hora é bom lembrar que tudo gera custo e talvez uma escolha mais simples pode ser “saudável” para sua carreira no empreendedorismo. Uma landing page, no começo, por mais simples que parece ser, se bem desenvolvida pode até dar um retorno melhor do que uma loja virtual. O mais importante é que você tenha de fato uma página que seja relevante e que eleve o tráfego para sua empresa.

Na dúvida, teste as opções e escolha pela que trouxer melhor retorno. Não esqueça também do potencial do mobile, pois a maioria das pessoas acessa a internet pelo celular e a presença de seu negócio nesse espaço é indispensável.

Atraia clientes com conteúdo específico na internet e campanhas nas redes sociais

3 – Precisa convencer o consumidor a comprar em seu negócio

Não há nada mais desagradável que convidar as pessoas para sua festa e elas não comparecerem, não é mesmo? E assim também é para quem busca sucesso no universo do empreendedorismo. Você precisa desenvolver algo bem convidativo, para que o consumidor sinta-se atraído pelo seu serviço e/ou produto. Confira algumas formas de fazer isso:

– Google, Facebook e/ou Instagram?
Você precisa trabalhar em pelo menos duas ferramentas e escolha dependerá muito do seu segmento de atuação. Se você trabalha com serviços, por exemplo, o Google é o local onde as pessoas mais pesquisam sobre o assunto.

– Compensa investir em portais?
Sim! Nos portais você consegue trabalhar em nichos. Se atua com venda de franquia, nada mais recomendado que estar em portais que vendem este tipo de negócio e melhor: para pessoas que realmente se interessam por esse mercado.

E-mail marketing funciona?
Sim! O que não funciona é spam. Você tem que fazer esse processo funcionar, utilizando uma lista de e-mail que você mesmo construiu. A base de informações é desenvolvida e com ela você faz ofertas, bem como oferece conteúdo sobre sua empresa ou negócio.

Vale a pena investir em blogs?
Sim, principalmente se quiser entrar no Google sem pagar. Ele vai indexar o seu site caso tenha conteúdo único, relevante e com mais alguns critérios técnicos. Dessa maneira, permitirá que você faça uma comunicação direta e entregue informações de qualidade para o próprio usuário do Google.

YouTube e influenciadores vedem?
Vender até vende, mas é preciso analisar como isso será realizado. Geralmente esse é um processo um pouco mais avançado e começar pelo básico talvez seja a melhor opção. Pense: por que fazer canal no YouTube se ainda não possui conversões em mídias sociais mais básicas como Facebook e Instagram?

 4 – Agora é só receber bem seu cliente

Quase tudo já foi organizado e sua empresa já está praticamente pronta para alcançar sucesso no empreendedorismo. Mas, para isso, você precisa agora receber bem o seu cliente. De que forma? Criando uma CRM, ou seja, uma central de relacionamento com o seu cliente. Essencial tanto para e-commerce quanto para gerenciador de contatos que sua empresa possua. Confira como funcionar:

– Gerou um lead e agora?
É fundamental saber como irá tratar esse potencial cliente, como será o contato com ele. Por telefone, e-mail, ou então de outra forma? É a hora de gerar oportunidade para vender.

– Vendi, e agora?
Fiz minha venda e agora nunca mais vou fazer contato com esse cliente, certo? Pelo contrário! Ao já ter o consumidor, será ainda mais fácil de convencê-lo a voltar e comprar em seu site ou loja. Entenda isso como um investimento de marketing!

– Quais são suas fases de venda?
Cada negócio tem suas peculiaridades, com fases distintas de acordo com o segmento. Sendo assim, você precisa identificar quais são as fases de seu negócio, e o mais rápido possível.

– Sua equipe oferece atendimento adequado?
Você deve estar atento ao que acontece em sua empresa. É preciso saber, por exemplo, como atua sua equipe de atendimento e pós-atendimento. Se estão alinhados para agir de forma adequada tanto no atendimento a um possível cliente (lead), quanto na venda e despacho de um produto. Fique atento!

– Qual é o custo para automatizar processos
Atualmente existem diversas ferramentas no mercado para automatizar os processos. Não é possível dizer, precisamente, quanto custa para automatizar os processos. Entretanto, sabemos muito bem quanto se custa não automatizar. Por fim, posso dizer que custa uma fortuna deixar isso de lado!